Celulite Você sabe tudo sobre ela? - Ada Tina
X

Assine nossa Newsletter

Celulite Você sabe tudo sobre ela?

Celulite

A celulite é um desconforto cutâneo bastante comum em mulheres adultas, desenvolvido por múltiplos fatores, como alimentação, fatores hormonais, sedentarismo entre outros.

 

A aparência da pele com celulite muda e torna-se como uma “casca de laranja“, ou seja, com áreas onduladas e irregulares, sendo muito comum nas coxas e nádegas. Até 98% das mulheres estão preocupadas com as alterações da pele devido à celulite e essas mudanças diminuem sua autoestima.

 

O que ocorre na pele com celulite

Na medicina, os termos para definir a celulite são adiposidade edematosa,liposclerose nodular,lipodistrofiaginoideedermatopaniculose deformante. Analisando esses termos podemos ter uma ideia das alterações que ocorrem na pele com celulite: deformações na estrutura do tecido adiposo (gorduroso) e inchaço (edema).

 

Na pele com celulite ocorrem saliências de gordura devido à um deslocamento da gordura do tecido adiposo subcutâneo (abaixo da pele) para a derme (segunda camada da pele). Geralmente há flacidez e diminuição das fibras elásticas da pele, além de alterações nas fibras de colágeno. Há distensão dos vasos linfáticos (por isso geralmente ocorre inchaço) e as células de gordura no tecido subcutâneo são mais alargadas.É importante destacar que a celulite geralmente aparece nas áreas em que a gordura está sob a influência do hormônio feminino estrógeno, como quadris, coxas e nádegas.

 

Celulite não é a mesma coisa que gordura localizada

A celulite pode ocorrer em qualquer área do corpo da mulher que tenha tecido subcutâneo adiposo, mas as áreas mais comuns de se encontrar a celulite são as regiões superior e posterior das coxas e nádegas.

 

Mas atenção: a gordura subcutânea é diferente da celulite. Conforme mencionado anteriormente, a celulite é definida por mudanças estruturais na pele e tecido adiposoque formam um aspecto de casca de laranja. A gordura subcutânea localizada é um indicador da massa gordurosa periférica, que pode ser avaliada pela circunferência e medidas da dobra da pele, e que pode estar associada à celulite. Um dos parâmetros avaliados na pele com celulite é a presença de adiposidade, mas este não é um fator que causa a celulite. A obesidade e o excesso de gordura localizada não são fatores determinantes para o surgimento da celulite, pois ela pode ocorrer até em mulheres bem magras.

 

Classificação da celulite

A escala de Nürenberger e Müller é a escala de classificação da celulite mais usada até hoje. De acordo com essa escala podemos ter três graus (I, II e III) de celulite, sendo: grau 0 (sem alterações da superfície cutânea; ausência de celulite); grau I (aspecto casca de laranja visto após compressão local ou contração da musculatura); grau II (aspecto casca de laranja é evidente sem manipulação); grau III (aspecto casca de laranja é evidente espontaneamente, e há nódulos). Classificações recentes incluem algumas variáveis, como i) número de depressões; ii) aspecto das áreas elevadas da celulite; iii) profundidade de depressões; iv) presença de flacidez; e v) graus da antiga classificação. De acordo com essa escala, a celulite é classificada em leve, moderada ou grave.

 

Tratando a celulite de forma segura e eficaz

Existem diversas opções de tratamentos para celulite disponíveis hoje, como massagens manuais e drenagem linfática, ultrassom, endermologia ou ainda métodos como mesoterapia, subcisão, Laser Nd-Yag, criolipólise e o uso de dermocosméticos à base de metilxantinas (como a cafeína).A estimulação da microcirculação cutânea, a promoção da lipólise e o aumento da neocolagênese dérmica (formação de colágeno) em resposta ao uso tópico de metilxantinas promovem uma boa melhora na aparência da pele com celulite.

 

A cafeína e outras metilxantinas exercem efeitos lipolíticos (quebra de gordura) através da inibição da fosfodiesterase (PDE)e indução de monofosfato cíclico de adenosina (AMPc)em adipócitos (células produtoras de gordura). Geralmente os cosméticos disponíveis comercialmente possuem até 3% de cafeína, e, para melhorar a penetração da cafeína na pele, as formulações utilizam maior concentração de surfactante ou álcool, o que pode causar irritação cutânea. CLAFFEISE AC é um creme redutor de celulite e gordura localizada altamente eficaz até nas áreas mais críticas, que contém 7% de Active Caffeine, uma concentração muito mais alta do que outras formulações comercialmente disponíveis, além de outros componentes que proporcionam uma melhor eficácia clínica sem causar irritação da pele.

Artigos Relacionados